segunda-feira, agosto 29, 2005

Irresponsabilidade



Dizes que queres liberdade
Dizes que queres viver
Dizes que queres diversão
Dizes que queres brincar
Dizes que queres companhia

Mas será que sabes o que isso implica ?
Com a liberdade vem a responsabilidade

E agora ?
Agora que tens liberdade
Foges dessa responsabilidade
Agora que vives,
Foges das responsabilidades da vida
Agora que te divertes
Foges do equilibrio
Agora que brincas
Foges do coração com que brincas
Agora que tens companhia
Foges deixando-a em terra

Queres tudo, mas no entanto, nada aceitas
Queres tudo, mas o tudo, rejeitas
Queres tudo, mas foges da vida
Queres tudo, mas não sabes o que isso implica...

Se queres ser tratado como adulto, comporta-te ao nivel dele,
Pois tudo o que queres tem um preço,
Então lembra-te que se quizeres a tua liberdade,
Prepara-te para pagares o preço da responsabilidade.



Carlos Miguel Ferreira 16/08/05

domingo, agosto 28, 2005

E é assim...


Tentamos
Tentamos viver
Tentamos lutar
Tentamos todos os possiveis para sermos felizes

O que acontece depois ?
O destino aparece, corta-nos as pernas
Entraga-nos na cara um NÃO frio
Despeja-nos o balde de agua fria
E deixa-nos ao frio do sofrimento
Abandona-nos, a congelar pela noite eterna
Noite que não acaba, escuridao tenebrosa
Escuridão que me envolve, sufoca, mas não me mata
Não me quer matar, quer-me simplesmente ver sofrer
Goza com o meu sofrimento, alimenta-se dele,
Alimenta-nos com falsas esperanças, para mais tarde
Colher os seus frutos de sofrimento,
Beber a agua das minhas lagrimas
Beber o sangue do meu coração,
Deixando-me num estado, em que nem estou vivo, nem estou morto
Entrega-me à podridão deste mundo,
Deixando-me a deambular pelas avenidas da vida,
Caminhando ao meu lado, com a sua foice,
Esperando o proximo grito, as proximas lagrimas
Sempre sedento, insaciavel, obcecado.

Não vivo, não morro, antes pior, sofro
Sofro de algo que nem o tempo cura
Sofro de algo que poucos entendem
Sofro de algo que nao se vê
Algo que arde sem chama...