sexta-feira, junho 16, 2006

Lembras-te ?

Lembras-te daquele dia?
Do dia em que nos conhecemos
Dos sorrisos que mostramos
Dos olhares que trocamos
Do momento em que nos aproximamos

Lembras-te desse dia?
Do dia em que trocamos os nomes
Do dia em que riamos continuamente
Do dia que conhecemos as nossas semelhanças
Do dia em que vivemos o momento, intensamente

Lembras-te do dia
Em que, contando os segundos, esperavas por mim
A espera que o tempo não levava
O dia em que por perto, me querias ter
E que o destino não deixava

Lembras-te de todos estes dias?
Dias que nos sentimos vivos
Dias que não queríamos que acabassem
Dias que nos sentíamos com objectivos
Dias que só queríamos que perdurassem

Mas os dias são assim
Acordam pelo dia
Adormecem pela noite
São dias que vivemos o momento com intensidade
Na esperança de amanhã voltar a acordar
Para voltar a sorrir!
Para voltar a viver!