quinta-feira, agosto 31, 2006

Aparência

Numa sociedade de aparências
Tentamos enganar os espelhos
Modificando o nosso corpo
Tentamos enganar os olhos

Mentimos á nossa alma
Queremos ser outros
Não gostamos do que vemos
Recusamos aquilo que somos

Enganamos e somos enganados
Julgamos pelo que vemos
Somos escravos da aparência
Perdemos a nossa decência

Gostamos desta escravatura
Destruímos o nosso ser
Perdemos a personalidade
Deixamos de viver

Enfim…
Não somos mais pessoas
Passamos a ser bonecos
Gostamos de ser controlados
Aceitamos ser manipulados
Somos subjugados
Neste belo teatro de aparências
Neste aglomerado de indecências
Enfim… vivemos numa sociedade de tristezas…

terça-feira, agosto 29, 2006

3 Vidas

Quem diria
Que quando nos conhecemos
Nos iríamos dar tão bem
3 Almas unidas
Por algo mais forte que a amizade
Talvez mesmo uma pequena família
Imensos sentimentos passados
Muitas experiências de vida trocadas
Apenas querendo o bem e a felicidade

Da nossa pequena irmandade
Raramente estamos juntos neste mundo real
Mas falamos, conversamos, vivemos
Pelo nosso pequeno mundo virtual
Foi lá que nos conhecemos
Foi lá que nos encontramos
Mas mais que isso quisemos
Mais que isso tivemos!

Estivemos 1 semana juntos
Passou rápido, eu sei
Mas apesar de tudo
Construímos a alegria
Criamos a felicidade
Rimos, demos gargalhadas
Troçamos e fomos troçados
Conhecemos e fomos conhecidos
Foi tão bom o tempo que passamos
Sempre tão unidos

Só me falta amar
Só me falta querer
Só me falta desejar
Isto tudo voltar a viver

Obrigado a voces duas!