quarta-feira, setembro 30, 2009

Passado, Presente e Futuro




Passado que dói,
Presente que fica,
Futuro incerto,
Presente que não sabe o que significa ser presente
Passado que teima em voltar a ser presente.

Se o passado foi presente e o presente foi futuro,
Então porque é que o passado continua presente
Como um presente vindo do futuro,
Presente que teima em não querer ser passado
Porque ainda acha que consegue ser futuro
Mas porque simplesmente não ouve o passado
Que lhe diz silenciosamente -"Eu já fui presente e futuro..."
Mesmo sabendo que todos os presentes oferecidos ao passado
Não são agora mais do que presentes no passado
Ainda teima em achar, o presente
Que irá receber presentes vindos do futuro
Presentes que nunca virão,
Pois não pertencem ao futuro
Pertencem sim, ao passado
Porque não quiseram mais ser parte,
Nem do presente, nem do futuro

Porque se o futuro é inocente
E o passado é culpado
Então só resta um presente
Que só quer ser amado...

domingo, setembro 27, 2009

domingo, setembro 20, 2009

Avrigus - Overture





I burn, I fly,

I drown in a blood red sky,
Never mourned,
Never Known,
So alone, so alone am I...

quarta-feira, julho 08, 2009

terça-feira, junho 16, 2009

Guns N Roses - Knocking on Heaven's Door



Sim, eu tinha uns 8 anos mas lembro-me perfeitamente de ouvir Guns N Roses no rádio do meu pai já nessa altura!

sábado, junho 13, 2009

Roadrunner United - The End

Não é nostálgico, é no entanto uma boa musica.


sexta-feira, maio 29, 2009

Temos o país nas mãos de incultos...

Quem me conhece, sabe que eu sou um socialista de alma e coração. Sabe também que gosto sempre de participar numa discussão sobre politica e que respeito a opinião dos outros.

No entanto, há limites... Observem este cartaz que encontrei na Av. Marquês de Pombal em Leiria. Eu não sou afiliado de alguma forma ao PSD, no entanto também não gosto de ver uma crítica colocada por... incultos...


Enfim... são pessoas que escrevem comentários deste tipo em cartazes que votam... não se esqueçam disso. Por isso meus caros, no próximo dia 7, vão às urnas manifestar o vosso desejo para que não sejam leigos e incultos a escolher o destino do nosso país no seio da Europa.

domingo, maio 24, 2009

Trivium - Dying In Your Arms

Senti-me um pouco nostalgico esta noite...

sexta-feira, maio 15, 2009

Portas que se fecham, Portas que se abrem...

(eu e uma amiga chamada Dulce, irmã da Lucia)

Pois é, no passado dia 3 de Maio, foi a bênção dos finalistas, na qual eu participei activamente. Para além da leitura do texto de curso, fiz também a leitura da oração universal. No inicio estava um bocado nervoso, afinal de contas, já não fazia a leitura de uma oração durante uma homilia à anos, no entanto, correu bem :)

Estes momentos dão que pensar, afinal de contas, já é o sexto ano que estou a fazer aqui em Aveiro, estando neste momento a terminar. É um bocado difícil pensar que vou começar a deixar de ver pessoal, no entanto, não tenho pena, pois é por uma boa razão, vamos à descoberta do mundo e mostrar aquilo que realmente somos. Temos ambições, temos sonhos, temos força, queremos no entanto mostrar tudo isto ao mundo.

As saudades irão existir certamente, mas não me sentirei triste. Tenho 25 anos, já vivi um quarto de século, no entanto, sinto que só os últimos 6 anos é que realmente importaram. Há tanto para viver, no entanto, dificuldades espreitam e não serão poucas...

O que dizer? Não há muito para dizer... o futuro é incerto, é verdade que desemprego na minha área é algo ke não existe, no entanto nem tudo são rosas. Há bons e maus empregos, há bons e maus patrões, espero que consiga encontrar um bom emprego com um bom patrão.

No entanto, carrego medos às costas... Medos que preciso de resolver depressa, medos que me estão a impedir de ser verdadeiramente feliz e que me fazem perder a vida. Sinto-me muitas vezes a desvanecer, a desmorecer. Felizmente tenho tido a força necessária para conseguir me levantar sempre que caio, mas como todas as coisas, nada dura para sempre... Infelizmente esqueço-me muitas das vezes, de onde vem essa força.

Ambições... tenho algumas sim, umas estranhas outras nem tanto...
  • Gostava de poder ir a todos os países banhados pelo mediterrâneo, conhecer a sua história e gastronomia.
  • Gostava de poder fazer investigação na área da sintese de processadores optimizados para grelhas de processamento distribuído. Doutoramento aqui era fantástico...
  • Gostava de poder fazer obras na casa do meu avô no interior, e ficar com uma casa de férias fantástica
  • Gostava de poder ter um restaurante de comida típica portuguesa, onde servissem pasteis de bacalhau e rodelas de chouriço alentejano como entradas e se cantasse fado pela noite dentro.
  • Gostava de ter um apartamento no centro histórico de Leiria com vista para o Castelo, com uma cozinha grande e equipada com electrodomésticos do bom e do melhor
  • Gostava de ter uma aula de cozinha italiana com o cheff Jamie Oliver
Enfim.. sonhos e ambições, umas serão concretizadas, outras não.. mas é assim a vida, doce com um toque de amargura.

Bem.. já começa a ser tarde, preciso de descansar, os últimos tempos têm sido difíceis, chegando ao ponto em que já nem energias para se ficar chateado se tem...
No entanto, tenho esperança, apesar de tudo o que acontece, tenho sempre esperança. É a luz que está no meu interior, acesa por Deus quando eu nasci e que me tem guiado pela minha vida fora.
Deixo agora no final, o texto de curso que escrevi e li.
Obrigado a todos os que me apoiaram ao longo destes 6 anos, quer nos bons momentos, quer nos maus. Espero poder voltar a escrever mais periodicamente, mas não garanto nada...

Fiquem bem!

Texto do curso de Engenharia de Computadores e Telemática (Mestrado Integrado)

Senhor, tu que nos guias, tu que nos encaminhas na direcção da vida, da verdade e do amor, apresentamos perante ti, um Router Wireless. Este equipamento, símbolo do nosso conhecimento e ambição, é usado para encaminhar a informação através dos caminhos mais eficientes da Internet e representa a forma como tu Senhor, nos encaminhas-te ao longo do nosso curso, na busca do conhecimento para que possamos agora, partilhar a mesma alegria e felicidade que nos deste, com todo o resto do mundo.

Obrigado Senhor, por nos teres feito Engenheiros de Computadores e Telemática!



sexta-feira, abril 24, 2009

:D Ganhei o Passatempo da Sapo - Milka :D

Ora bem, esta semana apareceu em Leiria uma encomenda vinda da PT para mim, dado que eu não fazia a mínima ideia do que era, ainda pensei que fosse algum filtro ou modem ADSL, mas não! Olhem só o que eu ganhei!!

Pois é, uma bela caixa de chocolates Milka!!!
O mais incrível nisto tudo, é que já nem me lembrava que tinha participado no passatempo e já nem sequer me lembro qual a frase que escrevi a ligar a Sapo aos chocolates Milka, mas deve ter sido muito boa, LOL!

quinta-feira, abril 16, 2009

American Idiot

O que eu não quero ser, aplicado ao nosso mundo obviamente...

sábado, abril 04, 2009

Silêncio, Incerteza, Angustia...

E assim ficamos no silêncio...
As palavras que não trocamos
Não é que eu não queira...

Mas então porque não conversamos?
Será pela dor que sentimos
?
Ou será antes pelo medo do que diremos?
Aonde está a sinceridade?
Onde é que nós a perdemos?
Quando já nem uma palavra dizemos...

Quando já nem frases pronunciamos...
Tantos mos... mos... nestas pequenas palavras Para um nós que já não existe...
Expresso-te no entanto este monólogo
De palavras escritas na hora

Relembrando-te de todos os momentos

Para que assim te possa simplesmente perguntar...

O que aconteceu?

Sinceridade, onde pára ela?

O que deixamos para trás?

Vai ficar tudo assim?
Parado? Morto? Esquecido? Adormecido?

Os dias passam, e tudo permanece na incerteza e na dúvida...
Nada é como era, nada é como parecia ser...
Só espero... não...
Só desejo, é que tudo acabe definitivamente.
Pois para quem não compreende, nada entende

Mas quem conhece bem, o sentido de humor dos nossos sentimentos

Sabe bem que a incerteza e a dúvida,

Impedem um ser de viver...

quinta-feira, março 19, 2009

A Besta!


Engane-se aquele que julga que a besta é o diabo, mais longe da verdade não poderiam estar, já que o diabo é bastante inteligente. Estou sim a referir-me aquela besta diária por que todos os dias temos a infelicidade, tristeza ou ainda mesmo desespero, em ter que cruzar caminhos decentes, para chegarmos ao nosso local diário de trabalho.
Eu disse desespero? Nem existem palavras para descrever o sentimento, ou melhor dizendo, a vontade de um gajo se atirar da ponte abaixo só para não ter que passar ao lado dessa coisa com pernas e braços, que vagueia pelo mundo, deambulando e empestando a calçada portuguesa com a sua miserável desculpa de existência a que tenta desesperadamente de chamar, vida... Pois sim, a besta, aquela criatura que veio ao mundo por engano, vive enganado e para enganar o próximo.

Bestas!!! Não têm outro nome... parece que têm uma atracção em fazer-nos a vida angustiante, irritante, desesperante! Se não for a besta quadrada que nos tenta atropelar na passadeira enquanto está ao telemóvel, é a besta cúbica que nos encharca de água a tentar passar no amarelo...
Então e aquela besta que para nos servir um galão e uma sandes mista, dá duas voltas ao café e passado 15 minutos diz-nos que não tem fiambre ???

Haja paciência meus caros...

Mas pior que isso, são aquelas pessoas que mentem porque acham que estão a fazer bem.
Mas isso fica para o próximo post (que espero que tenha melhor qualidade de escrita) - O Mentiroso.

terça-feira, março 17, 2009

Opium



Por isso eu tomo ópio, é um remédio.
Sou um convalescente do momento.
Moro no rés-do-chão do pensamento
E ver passar a vida faz-me tédio.

(Fernando pessoa/álvaro de campos: opiário)

segunda-feira, março 09, 2009

Porque é que não escrevo?



Não há nada para escrever... Não há nada para dizer simplesmente, tudo o que me aconteceu, roubou de mim a vontade em dizer seja o que for...




Não sou cozinheiro, sou engenheiro... gosto sim de cozinhar, mas apenas para alguém...



















Tempo tempo... tanto tempo... Aquilo que há 2 meses eu não tinha, tenho agora em excesso... agora dou por mim a pensar nisso mesmo, no tempo...














Não tenho vontade para dizer mais nada, nem vontade, nem ideias, não me sai nada... estou completamente vazio.